O Mar Começa Aqui | Trabalhos 2021

Escola Básica Mosteiro e Cávado (Braga)

Fase I - Escola: proposta

Memória descritiva da imagem:
Desenho da aluna: Inês Ferreira, 6.º ano, turma C – Escola Básica Mosteiro e Cávado.
Desenho irregular com medidas de 17,5cmx14,5cm equivalente a 1,75m e 1,45m respetivamente. A sarjeta base foi retirada da escola tendo 50cmx26,5cm correspondendo a 5cm por 2,6cm, no desenho.
Técnica de pintura aplicado no desenho: lápis de cor e caneta gráfica.
O desenho inclui espécies marinhas tais como um golfinho, um polvo e uma alforreca, bem como algumas algas e corais, de modo a sensibilizar para a preservação dos ecossistemas e da biodiversidade em geral.

Proposta de imagem a pintar:

Memória descritiva do projeto:
Escola Básica Mosteiro e Cávado
Coordenadora da atividade: professora Sara Venina Ribeiro
Este projeto, desde logo bem aceite pelos alunos e Conselho Eco-Escolas, envolveu 53 alunos do 6.º ano de escolaridade com média de 11 anos de idade e 4 alunos do 7.º e 8.º anos com média de 15 anos com apoio tutorial específico, e outras 6 participações de alunos dos 7.º e 8.º anos, num total de 73 alunos, sendo desenvolvido nas aulas de Educação Visual, ainda no ensino à distância, sob orientação da professora coordenadora.
Numa primeira fase, foram abordados conceitos relacionados com o ciclo da água, o mar e espécies autóctones, de modo a sensibilizar os alunos para a atividade “O mar começa aqui”. Para reforço da mensagem foram visualizados documentários sobre o mar, a poluição e o ciclo da água Depois de discutida a função das sarjetas, foi pedido aos alunos que descobrissem a existência na sua freguesia de sarjetas e sumidouros.
Durante este processo todos os alunos foram informados dos passos de todas as fases do projeto. Foi dada muita importância à frase “O mar começa aqui”, refletindo-se sobre o seu real significado e relevância na sensibilização da comunidade. Exploraram os conceitos relativos às proporções e ao tamanho da sarjeta relativamente ao desenho.
Na segunda fase do projeto, fizeram então um desenho livre, dentro da temática e de determinadas dimensões. Ao longo das aulas online, os alunos foram mostrando os trabalhos realizados, recebendo indicações por parte da professora responsável para melhorarem o respetivo trabalho.
Na terceira fase, já no regresso às aulas presenciais na escola, solicitou-se aos alunos que localizassem e medissem as sarjetas dentro do espaço escolar, de modo a aplicarem o desenho da sarjeta no desenho previamente elaborado em casa.
Todos os alunos envolvidos mostraram grande interesse e empenho e aderiram com muita criatividade e dedicação, desenvolvendo várias competências do Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória.
Na fase final, depois dos trabalhos estarem concluídos, todos eles foram analisados e avaliados segundo os critérios definidos de modo a ser selecionado um desenho para o concurso. Foi uma escolha difícil, dada a elevada qualidade dos trabalhos. Vários poderão, de futuro, ser pintados quer na escola quer nas freguesias. Por fim, depois de selecionados os 4 desenhos finais por uma equipa de professores, estes foram sujeitos a votação, com recurso a um formulário Google forms, para que os elementos do Conselho Eco-Escolas e restantes alunos e professores da escola votassem. Dessa votação foi selecionado o desenho submetido na plataforma Eco-Escolas, que consideramos representar com elevada qualidade a nossa escola.
Escola Básica Mosteiro e Cávado, 9 de abril de 2021

Fase II - Escola: execução

Fase II - Município: evidências