O Mar Começa Aqui | Trabalhos 2021

Escola Básica de Santão (Felgueiras)

Fase I - Escola: proposta

Memória descritiva da imagem:
A imagem escolhida reflete, o contexto da pandemia atual em que as máscaras são consideradas um elemento da poluição do mar, porque “Tudo o que cai no chão, vai parar ao mar”. As sardinhas tiveram como inspiração os conteúdos lecionados, nesse momento, na disciplina de matemática (linhas poligonais, linhas não poligonais e polígonos). O desenho artístico das sardinhas também teve influência do artista plástico Bordallo Pinheiro.

Proposta de imagem a pintar:

Memória descritiva do projeto:
Esta atividade foi desenvolvida pelos alunos do 2º ano da Escola Básica de Santão sob as orientações da Professora Zita Silva.
O desafio “O mar começa aqui” desenvolveu-se, na íntegra, durante ensino online com o envolvimento da família. Numa primeira fase, procedeu-se à leitura e exploração de duas histórias. A primeira história, “A Menina Gotinha de Água”, que aborda de forma poética o ciclo da água e uma segunda história “Será o mar o meu lugar?” que apela à problemática do plástico nos oceanos, com ênfase à ameaça da fauna marinha. Também se visualizaram alguns vídeos de grupos de voluntários que limpam o mar, nomeadamente o grupo Clean up the altantic.
Foi explorado, o percurso das águas pluviais, através de um levantamento topográfico simples, executado pelo Presidente de Junta da União de Freguesias de Vila Verde e Santão. Os alunos a partir desse esboço constataram que as águas pluviais da escola e área circundante eram conduzidas até ao rio Tressousas. A parte inicial das águas pluviais, conduzida por sarjetas/sumidouros, é enterrada, o restante é maioritariamente a céu aberto em pequenas linhas de água até ao Rio Tressousas. Foi feito o levantamento das sarjetas do interior e exterior da escola.
Por último, explorou-se a fauna marinha autóctone. A sardinha foi a espécie mais entusiasmo manifestou pelos alunos, pelo facto de estar muito associada às tradições populares (Santos Populares) e importância da cadeia alimentar marinha.
A imagem escolhida reflete, o contexto da pandemia atual em que as máscaras são consideradas um elemento da poluição do mar, porque “Tudo o que cai no chão, vai parar ao mar”. As sardinhas tiveram como inspiração os conteúdos lecionados, nesse momento, na disciplina de matemática (linhas poligonais, linhas não poligonais e polígonos). O desenho artístico das sardinhas também teve influência do artista plástico Bordallo Pinheiro.

Fase II - Escola: execução

Fase II - Município: evidências