O Mar Começa Aqui | Trabalhos 2021

Centro Comunitário da Nogueira (Santa Cruz)

Fase I - Escola: proposta

Memória descritiva da imagem:
A imagem foi idealizada partindo da nossa realidade situados numa zona mais montanhosa e já mais perto da serra. Pensamos que o facto de estarmos mais afastados do mar, temos uma responsabilidade acrescida tendo em conta que os lixos deixados pelas ruas são arrastados pela chuva e vento e como tal cabe a todos nós ter este factor em atenção para que possamos prevenir a poluição no mar. Escolhemos pintar as sarjetas, localizadas na rua onde se situa o edifício do Centro Comunitário da Nogueira, através de uma representação do mar e de flores que dão o nome à rua onde se situa o edifício do Centro Comunitário da Nogueira, nomeadamente Rua das Camélias e isto porque esta planta existe em abundância na Camacha e é logo identificada com esta freguesia. Acrescentamos também, além do nome do projeto "O mar começa aqui", uma frase chamando a atenção para o facto de habitarmos junto à serra mas com um papel à mesma importante na preservação do mar e das suas espécies. A frase escolhida " Da serra ao mar, vamos todos cuidar", mostra bem esta nossa perspectiva em relação a este projeto.

Proposta de imagem a pintar:

Memória descritiva do projeto:
Projeto “O mar começa aqui”
Centro Comunitário da Nogueira
Prof. Coordenador: Rafaela Lume
Nº de alunos: 13
Idades: 22 aos 60
1º Ciclo do Ensino Recorrente
O trabalho foi elaborado com a ajuda de uma aluna, tendo em conta que de momento e desde o início do 2º período não estamos a trabalhar presencialmente.
O centro comunitário encontra-se encerrado aos utentes, estando apenas a funcionar com 2 técnicos. A docente encontra-se com os alunos no exterior do edifício, para entrega das fichas de trabalho, indo também ao domicílio de alguns, visto não possuirem meios para trabalharem virtualmente. Em relação a este projeto, apresentei alguns trabalhos do ano anterior e apartir dessa observação tentamos arranjar algo que fosse de encontro à nossa realidade, afastados do mar e junto à serra. Surgiu a ideia de dar mais cor às sarjetas recorrendo às flores que dão o nome à rua onde se situa o Centro, nomeadamente a Rua das Camélias.

Fase II - Escola: execução

Fase II - Município: evidências