O Mar Começa Aqui | Trabalhos 2021

Escola EB1/JI Porto Pinheiro (Odivelas)

Fase I - Escola: proposta

Memória descritiva da imagem:
A imagem representa a beleza do ecossistema marinho, um oceano sem poluição, em equilíbrio. A cauda da baleia alude a um dos mamíferos marinhos presente em todos os oceanos ,e, que apesar do tamanho, está em risco no planeta, assim como os outros animais (polvo, tartaruga e peixe). O planeta está representado através da forma circular, abaixo da sargeta.

Proposta de imagem a pintar:

Memória descritiva do projeto:
Memória descritiva do projeto: “O Mar começa Aqui”
Identificação da escola: EB1/JI Porto Pinheiro
Agrupamento de Escolas: Moinhos da Arroja
Professoras Coordenadoras da Atividade: Cátia Fonseca e Suzete Santos
N.º de alunos envolvidos: 67
Ano de Escolaridade: 4.º Ano
Idade dos alunos: 9/10 anos
Fases do Projeto:
Somos uma Escola Azul e temos desenvolvido várias atividades subordinadas à temática da proteção dos Oceanos, nomeadamente a participação em diversos desafios que permitem a exploração do tema e uma abordagem direta do mesmo.
Numa primeira fase foram visualizados e explorados vídeos e documentários que retratam a problemática dos resíduos que são despejados no oceano, em todo o mundo. Foram elaborados mapas mentais em grande grupo e discutidas medidas que visam a redução destes resíduos no oceano. Os alunos projetaram como queriam o Oceano em 2030 e concluíram, resumidamente que gostariam de ter um oceano sem poluição.
Posto isto, surgiu a questão: Há que tomar medidas, e que medidas?
Quando questionados sobre a forma como poderíamos agir de modo a reduzir a poluição do ecossistema marinho, os alunos e famílias identificaram em primeiro lugar os resíduos que costumam produzir e que vão parar ao mar, mesmo sem se aperceberem disso, através da rede de esgotos.
Foram realizados trabalhos de pesquisa sobre as diferentes formas de poluição do mar, o ciclo da água e chegaram à conclusão que as águas da chuva também arrastam vários detritos decorrentes da atividade humana e que se depositam de forma imprópria nas ruas (beatas, plásticos, palhinhas, óleo, cotonetes, máscaras…), através das sarjetas e sumidouros nelas instaladas, conduzindo todos esses resíduos até aos cursos naturais de água como os lagos, lagoas, baías e mar, destruindo todos os ecossistemas.
Assim, surgiu a necessidade de alertar e sensibilizar para as consequências, quer nos ecossistemas terrestres, quer nos ecossistemas marinhos, da incorreta deposição dos resíduos, através da pintura de uma imagem que alertasse a quem por ela passasse, que a partir dos sumidouros e sargetas muito lixo vai parar ao mar, sendo urgente a rua não sujar!
Os alunos tiveram conhecimento da atividade “O mar começa aqui” e começaram a trabalhar, em grupo, na elaboração do protótipo a ser pintado. Observaram, contaram e mediram as sargetas que existiam no recreio da escola, e, criaram, nas aulas de expressão plástica, de forma criativa, vários desenhos, que pudessem vir a ser pintados junto das sargetas a alertar que tudo o que cai no chão vai parar ao mar. De entre os vários trabalhos foi escolhido internamente aquele que seria submetido a concurso, para ser pintado junto de uma sargeta, já escolhida pelos alunos na entrada da escola (onde todos passam) e com grande expectativa que também possa ser reproduzida no exterior da escola, em parceria com a autarquia.

Fase II - Escola: execução

Fase II - Município: evidências