O Mar Começa Aqui | Trabalhos 2021

Escola EB 2,3 de Monforte (Monforte)

Fase I - Escola: proposta

Memória descritiva da imagem:
A proposta de trabalho foi lançada pela professora Cristina Mendes que conduz o Eco-Escolas na escola de Monforte, agora, no ZOOM porque também estamos em E@D desde que confinamos.
A realização do desenho levou-me a pôr em prática os conhecimentos que fomos falando e praticando nas aulas de Educação Visual.
O meu trabalho formou-se a partir da minha pesquisa das imagens publicadas pelo Eco-Escolas na página do “Mar começa Aqui” e das minhas vivências na comunidade de Monforte.
Esta minha pesquisa e o que vejo acontecer na minha comunidade levou-me à ideia de como queria o meu desenho, para chamar a atenção na escola e também na comunidade para este problema.
O meu desenho contém três imagens: uma sarjeta, uma garrafa de água esmagada, água do mar, uma máscara, pontas de cigarros e um peixe a protestar. O que me levou a escolher estas imagens foi o que vejo acontecer nos dias de hoje na nossa sociedade, particularmente no concelho de Monforte.
A ideia era chamar a atenção de todos e levar muitos a pensar que devem mudar de atitude.
O resultado final penso que ficou apelativo.

Proposta de imagem a pintar:

Memória descritiva do projeto:
O “Mar Começa Aqui” é um desafio proposto e dinamizado numa parceira entre o Município de Monforte e o Programa Eco-Escolas da EB2,3 de Monforte.
Pretende-se com esta parceria:
-sensibilizar a comunidade,
-despertar consciências,
-incentivar iniciativas ou ações exemplares de benefício ambiental na escola ou fora dela;
-incrementar um espírito de eco-cidadania, relevante e continuado;
-alertar sobre as questões relativas à incorreta deposição dos resíduos, poluição da água doce e água do mar;
-educar para a preservação dos ecossistemas e da biodiversidade;
- e implementar estratégias de cooperação entre a escola e a autarquia para a promoção da cidadania ambiental.
No dia-a-dia, as sarjetas têm como função a recolha e o escoamento das águas pluviais.
Elas transportam vários resíduos, como por exemplo, beatas de cigarros ou plásticos.
Deste modo, pretendeu-se alertar toda a comunidade para a preservação dos ecossistemas terrestres e aquáticos, pois eles são diretamente afetados, assim como a sua biodiversidade.
O objetivo é pintar duas sarjetas, uma à porta da escola (que está em obras de requalificação) e a outra perto da Câmara Municipal de Monforte. Mais tarde terminada a obra o Diretor assumiu que iremos pintar mais uma sarjeta dentro do recinto escolar.
. Neste contexto pandémico e de confinamento, a coordenadora lançou o desafio nas reuniões de avaliação intercalar, o qual foi recebido com alguma apreensão. Porém a professora Sofia Mariano de Educação Visual prontificou-se a desenvolver o projeto nas turmas de 3.ºCiclo.
A coordenadora, propôs também o desafio às turmas do 2ºciclo, através dos respetivos Diretores de Turma e foi desenvolvido com os monitores Eco-Escolas nas sessões ZOOM à quarta-feira à tarde.
Assim, tivemos o privilégio de contar com trinta e quatro propostas que incluem alunos do 5.º ao 9º ano, e alunos da Educação Especial.
Fizemos um concurso, divulgamos nas redes sociais do Eco-Ecolas Monforte, do município e da escola, constituímos um júri com representantes (direção, professores de EV, dos pais, dos alunos, dos assistentes operacionais e do município) fizemos um convite, um livro com as propostas, marcamos uma reunião ZOOM e o júri votou a melhor proposta.
Escola: Agrupamento de Escolas de Monforte (AEM)
Desenho: Madalena Pernão(11 anos)-6ºA- Monitora Eco-Escolas.
Coordenadora do Programa Eco-Escolas; Cristina Almeida Mendes

Fase II - Escola: execução

Fase II - Município: evidências