O Mar Começa Aqui | Trabalhos 2021

Escola Básica da Gafanha da Nazaré (Ílhavo)

Fase I - Escola: proposta

Memória descritiva da imagem:
A concretização propriamente dita do projeto para pintar as sarjetas foi realizada nas aulas de Educação Visual durante o período de E@D e todos os alunos da escola foram convidados a criar um ser marinho. Os alunos investigaram a biodiversidade marinha e estudaram o Ciclo da Água. Uma vez que os alunos não estavam na escola durante este período, devido à pandemia, recorremos às medidas das sarjetas (56 x 33 cm) que estudamos no letivo anterior. Cada aluno realizou desenhos/pinturas das espécies marinhas, recorrendo à exploração da pintura com lápis de cor. No final, fez-se uma montagem de uma composição plástica com os desenhos dos diversos alunos no Photoshop. Este projeto foi desenvolvido em parceria com o Eco-Escolas da Escola Secundária.

Proposta de imagem a pintar:

Memória descritiva do projeto:
A nossa Escola está ligada ao Mar desde a sua génese, um vez que a Gafanha da Nazaré é circundada pelo Oceano Atlântico e pela Ria de Aveiro.
Grande parte das gentes desta terra vive do Mar e para o Mar, quer seja em termos da subsistência do dia a dia (pesca no Atlântico Norte, pesca costeira, pesca artesanal, indústria de transformação de pescado, existência do Porto de Aveiro, etc.) quer em termos do turismo ou atividades desportivas e de lazer.
É uma comunidade fortemente ligada ao Mar e por consequência a Escola ao longo dos seus 41 anos de existência sempre desenvolveu atividades relacionadas com esta temática nas suas mais variadas vertentes.
Quando surgiu o projeto “O Mar começa aqui”, a escola que leciona apenas o 2º Ciclo (alunos com idades compreendidas entre os 9 e 12 anos), abraçou de imediato a iniciativa pela identificação com o mesmo, e sobretudo para alertar a Comunidade para a biodiversidade marinha e os riscos de que é alvo, em grande parte, devido à falta de civismo e ao tratamento incorreto dos resíduos pela população.
Ao longo do ano, os alunos abordam o Ciclo da Água nas aulas de Ciências Naturais, o Conselho Eco-Escolas criou um Eco-Código que contempla ações que visam a poupança de água, nomeadamente reaproveitamento das águas pluviais e em toda a escola há dísticos junto das torneiras para fomentar o uso correto da água, minimizando os seus gastos.
Como temos a Praia da Barra, a escassos quilómetros, a escola organiza/participa com frequência em ações de limpeza nesta praia. No âmbito Dia Nacional do Mar — 16 de novembro — dinamizou a criação de um mar ilustrado na Biblioteca Escolar. Também ao longo do ano, todas as turmas participam na limpeza dos espaços exteriores da escola no sentido de sensibilizar os alunos para a separação correta dos resíduos e a importância de manter estes espaços limpos, para evitar que os referidos resíduos, através das chuvas e dos ventos, iniciem um percurso que se inicia nas sarjetas e termina no mar. Também esta temática é abordada em diferentes disciplinas, nomeadamente, Cidadania e Desenvolvimento, Ciências Naturais, Educação Tecnológica, entre outras. Recentemente, no Dia Mundial da Água, as turmas assistiram a vídeos sobre a importância da qualidade deste recurso e debateram acerca da necessidade urgente de o cuidarmos.
A Coordenadora do Eco-Escolas da Escola Básica da Gafanha da Nazaré — Professora Helena Zália

Fase II - Escola: execução

Fase II - Município: evidências