O Mar Começa Aqui | Trabalhos

Escola EB 2 da Benedita (Frei António Brandão) (Alcobaça)

Fase I - Escola: proposta

Memória descritiva da imagem:
Memória descritiva da IMAGEM - “O Mar Começa Aqui”
Na sequência da execução do desafio, “O Mar Começa Aqui”, apresentámos uma proposta de atividade em desenho, ilustrado com imagens, com a aplicação de técnicas e selecção de cores, para dar resposta ao tema e destinada a um público-alvo que inclui comunidade escolar e outros utentes que se deslocam na rua onde está localizada a escola.
Todos os elementos presentes na imagem foram desenhados e pintados por um aluno, em casa.
A ideia trabalhada e ilustrada nas imagens é “trazer a vida do mar para terra” para mostrar que tudo o que entra no sumidouro vai para o MAR e tem implicações no ambiente marinho, e no futuro de todos.
Para executar a ideia, o sumidouro está representado no centro do desenho e à volta uma mancha de cor azul, para dar a ideia de Mar com os peixes a tentar respirar no meio da poluição, representada pelos cinzentos.
O projeto “O Mar Começa Aqui”, pretende transmitir uma mensagem de sensibilização e alerta aos alunos e comunidade, para a urgência de melhoria de comportamentos ambientais em todas as atividades diárias (como por ex. o gesto de deitar lixo para o chão), que terão uma consequência/implicação direta no oceano e consequentemente na nossa vida e, ao mesmo tempo chamar a atenção para algo em que ninguém repara, nem sabe a sua importância na vida marinha, o sumidouro, usando para esse efeito a expressão plástica.
ESCOLA BÁSICA 2 da BENEDITA (EB2 – FREI ANTÓNIO BRANDÃO)
Coordenadoras - Celina Pimenta e Margarida Ferreira
Imagem da autoria do aluno João Gutierrez da turma do 6ºA

Proposta de imagem a pintar:

Memória descritiva do projeto:
Memória descritiva do PROJETO - “O Mar Começa Aqui”
Como foi implementado o desafio
O projeto do desafio “O Mar Começa Aqui” foi elaborado através do E@D (Ensino à Distância) o que implicou o desenvolvimento da atividade em casa, com a entrega do trabalho final no Google Classroom. No plano quinzenal enviado pela professora foram dadas as medidas/dimensões do sumidouro que fica à entrada da escola (10cm/22cm), as espécies autóctones da região e outras orientações, nomeadamente a escala 1:3, para a execução do projecto. Um dos objetivos deste trabalho era desenvolver e criar rotinas escolares nos alunos, mesmo sem estar na Escola, e promover a autonomia dos mesmos.
Etapas/ fases do Trabalho
1. Motivação para o projeto com ações de formação e saídas de campo relacionadas com o mar (participação no CoastWatch na praia das Paredes de Vitória em parceria com a CMA e participação na ação e Workshop “Platicologia Marinha” promovida pelo Oceanário de lisboa);
2. Sensibilização para a importância dos sumidouros e sarjetas como órgãos das redes de águas pluviais, e essenciais por encaminharem a água para a rede;
3. O percurso do lixo nas sarjetas e destino final;
4. Pesquisa das espécies autóctones da região (praias do Oeste);
5. Execução de vários projetos e criação de imagens apelativas, nos mesmos, para chamar a atenção para algo em que ninguém repara, o sumidouro e melhorar o seu aspeto, que estava vandalizado;
6. Apresentação dos trabalhos dos alunos e seleção do trabalho final.
Nota curiosa sobre a pesquisa do trabalho: os alunos pensavam que o bacalhau era uma espécie autóctone. Porquê? Em casa é o alimento mais consumido.
ESCOLA BÁSICA 2 da BENEDITA (EB2 – FREI ANTÓNIO BRANDÃO)
Coordenadora da atividade, professora de EVT - Celina Pimenta
Alunos: turma do 6ºA com idades entre os 11 e 13 anos, num total de 20

Fase II - Escola: execução

Fase II - Município: evidências