O Mar Começa Aqui | Trabalhos

Escola Básica Virgínia Moura (Guimarães)

Fase I - Escola: proposta

Memória descritiva da imagem:
“Os braços da poluição” – A imagem representa a ligação entre uma “sarjeta virtual”, onde pelas “nossas ações incorretas” podem entrar lixo e poluentes, e uma “sarjeta real”, já que as sarjetas de passeio e sumidouros são importantes dispositivos de entrada de fluxos de água, e consequentemente de resíduos por nós produzidos, transportando-os até cursos naturais de água, lagos, lagoas, baías ou mar. Os braços do polvo representam várias ações poluidoras, como o despejo de óleos e plásticos que escurecem as águas, perturbando e destruindo os ecossistemas marinhos. Na imagem estão incluídos os logótipos do desafio “O mar começa aqui”, do Programa Pegadas, do Programa Eco-escolas e do Agrupamento de Escolas Virgínia Moura.

Proposta de imagem a pintar:

Memória descritiva do projeto:
Nome do projeto: “O Mar começa Aqui” – “Os braços da poluição”.
Estabelecimento de Ensino: Escola Básica Virgínia Mouta, Moreira de Cónegos, Guimarães.
Entidades promotoras: Programa Eco-escolas e Programa Pegadas (Município de Guimarães).
Professor coordenador da atividade: José Augusto Saraiva Igrejas (coordenador Eco-escolas).
Turmas envolvidas: quatro turmas do 7.º ano, cinco turmas do 8.º ano e quatro turmas do 9.º ano, perfazendo um total de 290 alunos, com idades compreendidas entre os 12 anos e os 16 anos.
Fases do projeto: O desafio foi desenvolvido em três fases diferentes. Numa primeira fase, em articulação com a disciplina de Educação Visual, foi lançado o desafio sobre a forma de concurso a todos os alunos do terceiro ciclo da escola. Estes tiveram a oportunidade de contactar com os objetivos do projeto e respetivo regulamento. Os alunos desenvolveram as suas propostas durante o final do segundo período e início do terceiro período, já em contexto do E@D. As propostas de desenhos/maquetes foram apresentadas em formato de fotografia por via digital. Na segunda fase, foi constituído um júri com a participação de vários Eco professores e Eco alunos, tendo sido selecionados três trabalhos entre os muitos apresentados. Os vários trabalhos serão publicados na página de Facebook do Agrupamento de Escolas. Na terceira fase, com a ajuda preciosa da professora de Educação Visual, procedeu-se a uma montagem com os três trabalhos selecionados pelo Eco júri, bem como à elaboração da respetiva memória descritiva da imagem e do projeto. Em jeito de conclusão, pretende-se com este projeto sensibilizar toda a comunidade escolar para três ideias essenciais:
• “As sarjetas de passeio e sumidouros são importantes dispositivos de entrada de fluxos de água, e consequentemente de resíduos por nós produzidos”;
• “Tudo o que cai no chão, vai parar ao mar… ”;
• “As nossas pequenas ações podem fazer grandes mudanças, não vamos esperar mais… o Planeta precisa de nós”.
Coordenador Eco-Escolas,
José Igrejas

Fase II - Escola: execução

Fase II - Município: evidências