O Mar Começa Aqui | Trabalhos

Escola Secundária de Casquilhos (Barreiro)

Fase I - Escola: proposta

Memória descritiva da imagem:
A proposta apresentada resulta de uma pesquisa sobre o ciclo da água, o ciclo urbano da água, bem como sobre a sua função, funcionamento, rede e localização das sarjetas e sumidouros existentes no Município do Barreiro. Decidimos a representação de um peixe, um Trachurus trachurus, junto de uma sarjeta, visto este ser uma das espécies marinhas afetadas pela poluição dos mares, juntamente com a frase “O mar começa aqui”, no seu enquadramento.
A proposta apresentada é constituída por um desenho e uma frase.
A fonte utilizada na frase “O mar começa aqui” foi Mistral, pois esta transmite um impacto forte.
As cores utilizadas foram principalmente o cinzento claro, pois este remete para a tranquilidade, serenidade e harmonia, tal como as cores do peixe, um carapau; o branco que significa paz e purificação, como um mar calmo e limpo e o vermelho que chama atenção para a realidade atual.
Na parte inferior da sarjeta encontram-se os logótipos do Eco-Escolas, da ABAE, da Câmara Municipal do Barreiro e do Agrupamento de Escolas de Casquilhos.
Com esta proposta pretendemos sensibilizar a sociedade para não colocarem resíduos nas sarjetas de maneira a proteger os animais e o ambiente.

Proposta de imagem a pintar:

Memória descritiva do projeto:
O projeto é apresentado pela Escola Secundária de Casquilhos, coordenado pelas professoras Sílvia Zuzarte, coordenadora do Eco – Escolas e Carmen Luís, professora da turma 12.º G do curso profissional de Design Gráfico. Esta turma é constituída por 9 alunos com idades compreendidas 16 e 19 anos.
A turma realizou várias propostas e depois de votada foi selecionada a proposta do aluno Tiago Lopes, n.º 20.
Este projeto teve como base a identificação de um problema de poluição ambiental existente relativamente às sarjetas urbanas.
O problema em questão levou à criação da proposta com a representação de uma espécie Trachurus trachurus (carapau) que é encontrada no Atlântico Nordeste e no Arquipélago da Madeira, que pretende chamar à atenção necessidade de alterar comportamentos.
O projeto teve várias fases, nas quais os alunos realizaram pesquisas sobre o ciclo urbano da água do município do Barreiro, pesquisas sobre as várias espécies autóctones, os impactos ambientais e a sensibilização da população em geral para as consequências, quer nos ecossistemas terrestres, quer nos ecossistemas marinhos, da incorreta deposição dos resíduos.

Fase II - Escola: execução

Fase II - Município: evidências