O Mar Começa Aqui | Trabalhos

Escola Básica e Secundária Dr. Serafim Leite (São João da Madeira)

Fase I - Escola: proposta

Memória descritiva da imagem:
Para ilustrar a ideia de que o mar começa nas sarjetas e sumidouros das nossas ruas, escolhi uma baleia azul, da cor do mar, para representar as muitas e diversas espécies de animais marinhos que são vítimas da poluição humana. A minha ideia é a de que estes animais, não só as baleias azuis, mas todos os outros que habitam os oceanos, acabam por ingerir muitos dos detritos que nós produzimos e que, eventualmente, voltam até nós, no peixe que pescamos e consumimos.
A baleia que eu desenhei está a sorrir, não porque seja um “boneco” feliz, mas porque não tem noção do perigo a que está sujeita pela poluição dos homens.
A escolha de pintar uma baleia azul vem de o azul simbolizar a cor do mar e dos oceanos. A baleia está desenhada e pintada diretamente em cima da grelha da sarjeta para ilustrar a ligação direta entre a sarjeta e o habitat dos animais marinhos, e chamar a atenção de todos para isso.
Miguel Queirós, 9.º B
Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite, São João da Madeira, Abril de 2020

Proposta de imagem a pintar:

Memória descritiva do projeto:
Escola: Básica e Secundária Dr. Serafim Leite, S. João da Madeira
Coordenadores da Atividade: Cristina Tavares e Fernando Miguel
Alunos Envolvidos: turmas de 2.º e 3.º CEB (alguns trabalhos ficaram por concluir e na escola não tendo por isso sido envolvidos na escolha e seleção do que se apresenta a concurso).
Síntese do desenvolvimento da atividade: No início do ano letivo 2019_2020 a coordenação do Eco_Escolas da EBS Dr. Serafim Leite (EBSSL) procurou conhecer e dar a conhecer à comunidade educativa a informação sobre os projetos Eco_Escolas a serem lançados.
Na primeira reunião do Conselho Eco_Escolas, que decorreu no dia 20 de novembro, a coordenadora destacou algumas iniciativas que lhe agradaram particularmente tendo posto à consideração dos presentes a sua aprovação e colaboração. Entre outras destacou a iniciativa o "Mar começa aqui", realçando que esta implicaria a colaboração da Autarquia. A coordenadora referiu que esta entidade parceira além de ter de dar o aval ao projeto poderia financiar a compra dos materiais necessários (tintas e pincéis) e que a pintura das sarjetas ou sumidouros de água da escola poderia envolver toda a comunidade escolar durante a Semana da Terra.
Assim ficou decidido participar na atividade o "Mar começa aqui". Quando se tentou inscrever a escola deparámo-nos com o problema do conselho de S.J. da Madeira não estar ainda inscrito. Após contacto com a autarquia, na pessoa da Eng Vera, esta dificuldade foi ultrapassada tendo-se assim inscrito a EBSSL.
O desafio foi lançado aos colegas do grupo 600, e alguns professores decidiram propor aos seus alunos a idealização de possíveis desenhos. Os desenhos foram feitos tendo por base o modelo de grelha de sarjeta que existe na rua Manuel Luís da Costa, em frente à escola, elaborado pelo professor Fernando Miguel. Este professor também fez o levantamento dos sumidouros existentes no recinto da escola (SL1 e SL2).
Na segunda reunião do conselho Eco_Escolas, que decorreu no dia 10 de março, foram apresentados alguns dos trabalhos que os alunos do 2.º e 3.ºCEB, das turmas do prof. Fernando Miguel, realizaram nas aulas de Educação Visual. Na altura outros professores de Artes estavam ainda a desenvolver estes trabalhos com os seus alunos.
Decidiu-se que a pintura seria levada a cabo durante a tarde do dia 22 de abril, Dia Mundial da Terra, envolvendo as diversas turmas das três escolas do Agrupamento. Pensou-se também que cada uma das turmas envolvidas na pintura iria escolher o desenho a aplicar e fazer o molde em placas de cartão prensado. Fez-se o levantamento das quantidades de tintas, pincéis e trinchas a solicitar à Autarquia. Posteriormente ir-se-ia escolher um dos trabalhos finais para submeter no âmbito do desafio “O Mar começa Aqui.
Entretanto as escolas encerraram devido à pandemia do Covid_19. A decisão do trabalho a submeter a concurso, a representar a Escola Básica e Secundária Dr. Serafim Leite, ficou restrita aos desenhos dos alunos dos quais já se havia tirado fotografia. Face aos critérios do concurso conjuntamente com a ponderação face ao empenho dos alunos decidiu-se por um dos trabalhos do Miguel Queirós do 9.ºB.

Fase II - Escola: execução

Fase II - Município: evidências